Assista no youtube !

Loading...

terça-feira, setembro 20, 2005

O cigarro e a covardia das autoridades brasileiras.

Em notícia de pé da folha, no meio do caderno Cotidiano do Jornal Folha de São Paulo (pag. C7), saiu nesta terça-feira 20/09, uma denúncia de que alguns senadores estariam protelando a ratificação de uma convenção das Nações Unidas para controle do tabaco no mundo.
É curioso o enfrentamento público do tabagismo no Brasil. Até parece que fumar faz bem!
Os jornais dificilmente dão notoriedade a um assunto tão grave, os políticos sobem no muro e nossos Tribunais não condenam.
É uma hipocrisia geral! Digna de qualquer republiqueta controlada por lobbies com objetivos mundanos, usualmente "justificados" por elucubrações econômicas que jamais serão comprovadas.
É indiscutível. Fumar faz mal. O cigarro ceifa vidas e destrói a união familiar. A venda de cigarros afeta seriamente à saúde pública, que gasta bilhões para o tratamento de seus doentes. Nenhum imposto "arrecadado" compensa o mal e nenhuma produção de fumo recorde ou exportadora justifica economicamente a "torpeza" de seus efeitos sócio-econômicos.
Destaque-se que as instituções brasileiras estão sendo covardes a enfrentar condignamente o tema, ao condescender com o fumo.
Este cidadão clama pela cidadania brasileira a corajosamente combater o abuso público em sustentar o vício privado.