Assista no youtube !

Loading...

quinta-feira, dezembro 01, 2005

A cidadania das "trincheiras"

.
Existem muitas formas de se exercer a cidadania.
Talvez a mais difícil seja a desenvolvida por este cidadão, como se pode ver nesse humilde blog.
É a cidadania da "trincheira", aquela que ninguém mais quer exercer.
Que não demonstra sua simpatia, nem "aparenta ser bacana" ou socialmente necessária.
A cidadania da trincheira é a mais solitária de todas e a que menos recompensa.
É a que mais requer, em coragem e desprendimento.
É a que toma as primeiras atitudes e é a última a deixar o seu posto.
É a que não teme avançar e que desbrava territórios inóspitos.
É a única que invariavelmente deve estar em seu posto, não importando os riscos ou a magnitude do poder de seu adversário.
É a única que não teme a missão de defender a todos.
Mas é também aquela que conquista e garante o território para todos os que vêm depois.
A que dá a sensação do cívico dever cumprido.
Aguarda-se por adesões.